› Home  › Notícias  › Notícia

SAÚDE: Dormir pouco aumenta chances de ataques cardíacos

15/02/2011

Dormir pouco aumenta chances de ataques cardíacos

Muitos não conseguem dormir oito horas diárias, devido à rotina de trabalho e doméstica ou a problemas relacionados ao sono. Pois se esses fatos fazem com que você descanse menos do que seis horas por noite, saiba que os resultados disso não são apenas cansaço e falta de concentração durante o dia, mas riscos maiores de sofrer ataques do coração ou derrames cerebrais.

O resultado é de uma pesquisa da Universidade de Warwick na Inglaterra que analisou os hábitos de quase 500 mil pessoas nos Estados Unidos, Japão, Suécia, Alemanha, além da própria Inglaterra. Os dados, publicados pelo European Heart Journal apontam que pessoas com esse perfil têm até 48% de chances de ter algum tipo de ataque do coração e até 15% de sofrer um derrame.

O sono insuficiente causa o desequilíbrio de hormônios, ligados ao apetite fazendo com que a sensação de saciedade não seja obtida. Daí a conexão entre pouco sono e o consumo excessivo de alimentos e a obesidade, o que aumenta pressão arterial e as chances dos problemas.

A recomendação é a de dormir pelo menos seis ou sete horas diárias. "A tendência de dormir tarde e acordar cedo é, na verdade, uma bomba-relógio para a saúde, portanto precisamos agir desde cedo para evitar o risco de desenvolver essas doenças", afirmou Francesco Cappuccio, um dos pesquisadores.

Na verdade, a falta de sono e o excesso são igualmente prejudiciais segundo os cientistas. Isso porque pode estar associado a doenças cardíacas pré-existentes, o que faria com que a pessoa se sinta constantemente cansada. Portanto, eles alertam de que dormir mais do que nove horas diárias merece atenção para ver se a saúde anda em dia.

FONTE: Portal Terra

 

Gabinete: Av. dos Andradas, 3100 - Sala A-301 - Santa Efigênia-BH Telefone: (31) 3555-1178. E-mail: ronaldogontijovereador@gmail.com